MOSTRA CULTURAL AUTORAS BRASILEIRAS – 19/10/19

Na porta de cada sala de aula, a capa de um livro de uma autora brasileira. 

Ao entrar na sala, a história contada pelos alunos em verso, prosa, teatro e dança. 

Um mergulho na leitura de grandes mulheres por alunos dos Anos Iniciais da E. E. Maria Prestes Maia.

 

Projeto Desafios Matemáticos Leste 5 – 2019

Projeto Desafios Matemáticos Leste 5 – 2019

 

Um dos problemas levantados para o Baixo desempenho de Matemática nos Anos Finais e no Ensino Médio é que “os alunos apresentam dificuldades em utilizar a Matemática para resolver problemas do dia-a-dia.” Na tentativa de sanear este problema, no dia 02/10 professores de Matemática estiveram presentes na Diretoria para desenvolverem o Projeto Desafios Matemáticos Leste 5 – 2019.

Projeto Via Escola

Essa iniciativa é parte do Programa Respeito à Vida, que prevê diversas ações preventivas e de redução de acidentes.

 

O Projeto Via Escola, lançado nesse ano pelo Governo do Estado de São Paulo, entrou numa importante etapa no dia 18 de setembro: a Semana Nacional do Trânsito. As escolas estaduais da rede foram convidadas a promover ações que visam desenvolver conceitos sobre a prevenção de acidentes, as boas normais de conduta no trânsito e a importância da convivência pacífica entre motoristas e pedestres.

Com o objetivo de viabilizar ações preventivas, reduzir acidentes e fatalidades no trânsito todas as  unidades escolares criaram ações, na Semana Nacional do Trânsito, no período de 18 a 25 de setembro, dentro do Projeto Via Escola que visa desenvolver conceitos de paz, tolerância, responsabilidade e orientação no trânsito, para que as crianças, jovens e adolescentes levem aos seus pais e aos demais esses conhecimentos e multipliquem essas ações.

As atividades promovidas pelas escolas foram orientadas a sensibilizar crianças, jovens e adolescentes sobre direitos e responsabilidade de todos os atores do trânsito. “Queremos criar uma grande mobilização para esse tema tão importante, que somado ao setembro Amarelo, faz do mês uma das grandes oportunidades de reflexão na rede”, explica o secretário executivo Haroldo Rocha.

Na Semana Nacional do Trânsito  são realizados concursos, palestras, seminários e visitas à centros de segurança no trânsito podem ser realizadas na semana, que vai até dia 25 de setembro.

Outra ação proposta pela Secretaria da Educação é a “I Mostra Virtual do Projeto Via Escola”. Nela estarão cartazes e frases de impacto utilizadas pelas escolas durante a Semana Nacional de Trânsito. Essas ações fazem parte do Programa Respeito à Vida.

Ações das escolas da DER Leste 5.

III Seminário Estadual de Educação em Redução de Riscos e Desastres (RRD)

 

Nos dias 10 e 11 de outubro de 2019 foi realizado o III Seminário Estadual de Educação em Redução de Riscos e Desastres (RRD), na Casa Metropolitana de Direito, localizada no bairro da Liberdade em São Paulo. O seminário é uma realização da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo (SEDUC-SP), por meio de sua Coordenadoria Pedagógica (COPED), e a Casa Militar, por meio de sua Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC-SP), em parceria com o Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), por meio do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária, o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN), vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI), e a Secretaria Municipal de Educação (SME), por meio de sua Coordenadoria Pedagógica (COPED), e do Núcleo de Educação Ambiental (NEA).

O Seminário contou com a participação da EE Professor Clemente Quáglio em que a gestão da Unidade Escolar, representada pelo Vice Diretor Marcelo Sousa Gaspar e a professora  Coordenadora Geral Marcia Regina Sierra Sene, oportunizou que a aluna Natalia dos Reis Pechino da 1ª série do Ensino Médio realizasse a Pré-Iniciação Científica junto à Universidade de São Paulo – USP com estudos que resultaram na apresentação de trabalho intitulado “Caracterização das Enchentes na Cidade de São Paulo entre 2010 e 2017”.

É importante destacar que o Estado de São Paulo tem avançado em políticas públicas voltadas à Redução de Riscos e Desastres (RRD) e a programação do Seminário foi alinhada aos fundamentos pedagógicos e diretrizes do Currículo Paulista e legislação vigente. Dentre os principais objetivos do seminário, destacamos: contribuir com a reflexão sobre a cultura de RRD no território paulista; ampliar o debate entre especialistas, professores e estudantes; problematizar temáticas e reflexões sobre a importância da formação continuada de professores e técnicos em educação no contexto da RRD, fomentar e disseminar a temática em todos os níveis e modalidades de ensino. Diante disso, após reflexões acerca de vivências nas escolas paulistas; cartografia social em relação à riscos e vulnerabilidades às mudanças climáticas; meio ambiente e educação; a campanha “Aprender a Prevenir 2019” entre outros temas, o segundo dia o Seminário contou com oficinas: Inova Educação: Componente Eletivas e a Interface com RRD e Cardápio de Eletivas em RRD.

 

Dia D – Setembro Amarelo – Valorização da Vida, Conscientização e Ações.

 

      Nove em cada dez mortes por suicídio poderiam ser evitadas. Os dados, da Organização Mundial da Saúde (OMS), reforçam a importância da valorização da vida e da conscientização sobre ela. Por isso, dia 10 de setembro é considerado o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio: o Dia D do mês que celebra e reforça a importância do tema: o setembro amarelo.

Conversa, prevenção e saúde mental

      O suicídio é a segunda maior causa de mortes de jovens entre 15 a 24 anos, segundo pesquisa do CVV (Centro de Valorização à Vida). Só perde para acidentes.

      Os motivos são os mais diversos, e muitos casos acontecem impulsivamente em momentos de crise, quando as pessoas têm surtos diante de estresses, problemas financeiros, separações, dores ou doenças. De acordo com a OMS, o grupo de risco é o de populações rurais e entre grupos que sofrem discriminação.

      O primeiro passo para prevenir o suicídio é conversar.  Não há certo ou errado ao conversar sobre pensamentos suicidas, o importante é começar a conversa, diz à BBC Emma Carrington, porta-voz da entidade de combate às doenças mentais Rethink UK. “Em primeiro lugar é preciso reconhecer que é uma conversa difícil. Não é uma conversa que temos todos os dias. Então, você vai ficar nervoso e isso é normal. O importante é ouvir e não julgar.”

      Conversar sobre suicídio é quebrar um tabu. Para a organização australiana Beyond Blue, da ex-primeira-ministra Julia Gillard, ter a liberdade de conversar sobre o assunto pode ajudar a restaurar a esperança das pessoas que estão tendo pensamentos suicidas. “Você não precisa ser um profissional de saúde para apoiar alguém que está em risco. Só precisa ser alguém que está preparado para ter a conversa”, diz Gillard, da Beyond Blue.

      Depois da conversa, o ideal é encaminhar e encorajar a pessoa a procurar ajuda profissional, com medicamentos e acompanhamento. A maioria dos casos vem de quedas ou desequilíbrio na saúde mental do indivíduo, tão importante quanto a saúde física. Cuidar, prevenir e agir para o equilíbrio da saúde mental, evitando emoções negativas como ansiedade ou descontrole e doenças como depressão, é fundamental para valorizar a vida.

      Todo mês é Setembro Amarelo. Todo dia é Dia D. E hoje é um dia de reflexão. A data surgiu há 25 anos. A cor da campanha foi adotada por conta da trágica história de Mike Emme, um jovem americano, de 17 anos que, em 1994, tirou a própria vida dirigindo seu carro amarelo. Seus amigos e familiares distribuíram no funeral cartões com fitas amarelas e mensagens de apoio para pessoas que estivessem passando pelo mesmo desespero.

      A fita amarela virou símbolo do dever de conscientização, de todo mundo, sobre o tema.

 

 

 

 

1º Seminário do Ensino Médio Integrado

    Professores de todos os componentes curriculares e alunos das Unidades Escolares do Ensino Médio estiveram presentes na Diretoria de Ensino – Região Leste 5 no dia 03/09/2019, com o objetivo de garantir participação de professores e estudantes nas definições do Programa Educa SP além de abrir canal de escuta constante.

 

 

 

Primavera X 2019

 

A Primavera X é uma tecnologia social que utiliza como ferramenta uma metodologia gamificada que desafia as crianças e jovens do Brasil a mobilizarem seus amigos, escolas e comunidades para que, juntos, realizem mutirões de cuidados às microbacias hidrográficas. A metodologia da Primavera X e da 5ª Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente é uma adaptação do jogo social Jornada X desenvolvido pela Livelab. O jogo está dividido em 6 missões (O Chamado, A Liga, A Microbacia, Parceiros, A Campanha, O Mutirão e A Solução) que serão enviadas semanalmente para o Diário de Bordo das Ligas no Instagram (@primaveraxoficial) e no WhatsApp da Primavera X.

 No processo de mobilização é importante atenção ao cronograma do jogo das próximas semanas:

09/09 – 19/09 | O CHAMADO – Convocação dos jogadores

21/09 – 26/09 | 1. A LIGA – Formação da liga

27/09 – 03/10 | 2. A MICROBACIA – Conheça a microbacia hidrográfica do seu território;

04/10 – 07/10 | 3. OS PARCEIROS – Quem e onde estão as pessoas que podem de ajudar dessa jornada?

08/10 – 10/10 | 4. A SOLUÇÃO – O que a Liga pode fazer em prol da sua microbacia?

11/10 – 14/10 | 5. A CAMPANHA – Chama todo mundo! Aprenda sobre o poder do coletivo.

15/10 – 28/10 | 6. O MUTIRÃO – O grande dia da Primavera X! Chegou o momento de ver as ligas e a comunidade em ação!

Para apoiar a divulgação da Primavera X, compartilhamos, Manual de Game Masters , documento produzido pela LiveLab, o Link da videoconferência “Primavera X 2019 – Rede Estadual de Ensino – São Paulo (realizada no dia 06/09/2019). Para informações adicionais sobre o regulamento, cadastro de professores e estudantes e o cronograma, recomendamos o acesso ao site oficial e ao vídeo do bate-papo com Edgard Gouveia Jr., co-criador da “Primavera X”.

É importante destacar que a Primavera X é protagonizada pela juventude. Quanto ao papel dos adultos nesse processo, podemos destacar que é o de colocar a mão na massa, apoiar os adolescentes e jovens envolvidos, divulgar, ajudar a mobilizar pessoas e recursos para a ação, registrar e divulgar o antes, o durante e o depois da ação.

 

 

 

Projeto Chá da Vovó: Uma história de amor

 

Dia 04/09/2019, na Escola Eduardo Carlos Pereira mais um ano acontece o Projeto Chá da vovó, com o intuito de valorizar e acolher a nossa comunidade e prestigiar com as nossas crianças o encontro desejável da vovó com o seu neto na escola, Assim, o nosso projeto tem a finalidade de trabalhar o respeito mútuo, e a valorização do idoso objetivando construir princípios de respeito, consideração e valorização a todos os idosos. Organizamos várias atividades de estudo, pesquisas e entrevistas para resgatar o que estava apenas na memória dos idosos, proporcionando momentos de descontração entre as diferentes idades, motivando os alunos a conhecerem e aprenderem a conviver respeitando as diferenças.

As atividades desenvolvidas no percurso do projeto: entrevistas com as avós, receitas favoritas das vovós; atividades culturais e sociais desenvolvidas dentro e fora do espaço escolar; Dia dos avós na escola, realizando algumas atividades com alunos e avós (contação de histórias com manipulação de bonecos, ginástica laboral, entrevistas, jogos, apresentação musical); noções básicas sobre o estatuto do idoso; identificar situações em que os idosos são tratados de forma desrespeitosa, descumprindo o estatuto; construção de verbete de curiosidades: “você sabia que…”, como podemos contribuir para o bem estar dos idosos e o que devemos fazer para atingir esta fase da vida com saúde, em plena forma física e melhor qualidade de vida.

O trabalho realizado trará as avós para dentro da escola. Pessoas que muito têm a contribuir para o enriquecimento no aprendizado dos alunos: resgatando as crenças, costumes e valores das famílias; levar as crianças a pensarem sobre si mesma, a realidade a sua volta e as relações estabelecidas entre o homem e o meio.

 

 

 

 

Concurso “Ciência para Todos”

Concurso “Ciência para Todos”

         Com o objetivo de estimular o interesse dos alunos pela investigação científica e mostrar que a ciência faz parte do cotidiano, a SEDUC, junto com a Fundação Roberto Marinho/Canal Futura e Fapesp, lança o Concurso “Ciência para Todos”.

         O desafio será apresentar um problema do local onde vivem, explicando qual seria o passo a passo para uma possível solução. O tema deverá contemplar “Natureza e Sociedade”, como por exemplo, questões ambientais de saneamento, conservação do meio ambiente, sustentabilidade, prevenção e promoção da saúde, mobilidade urbana, questões sociais ou até mesmo políticas públicas.

         A iniciativa é voltada para todos os estudantes da rede pública estadual paulista do Ensino Médio, em grupos formados por até cinco alunos. Cada grupo deverá produzir um vídeo de até sete minutos feito pelo celular, com o auxílio de um professor tutor.

         Os professores deverão estimular os alunos a observarem o ambiente em seu entorno para gerar uma problematização e, a partir desse problema, pesquisar sobre o tema e formular hipóteses coerentes para nortear uma busca por respostas. As atividades podem envolver experimentos, observações, entrevistas, cálculos, dentre outras formas de pesquisas.

         As cinco melhores produções serão exibidas pelo Canal Futura, e os ganhadores terão a oportunidade de visitar um dos Centros de Pesquisas, indicados pela Fapesp, onde apresentarão seus trabalhos para cientistas e pesquisadores.

As inscrições vão até 20/09 e os vídeos podendo ser enviados até o dia 31/10.

 Para maiores informações, acesse o Regulamento.

 

 

 

Culminânica PEI/EMTI – 1º Semestre/2019

 

      No final do primeiro semestre, foram realizadas as culminâncias dos trabalhos desenvolvidos nas escolas do Programa Ensino Integral/Ensino Médio em tempo Integral (PEI/EMTI), jurisdicionadas à DER – Leste 5.

        O Ensino Integral tem como principal objetivo a formação de jovens autônomos, competentes e solidários. Tendo em vista a manifesta complexidade deste objetivo, o PEI dispõe de diversos mecanismos para auxiliar na sua consecução, com destaque para o protagonismo juvenil. Entre eles, estão os Clubes Juvenis e as Disciplinas Eletivas.

    Os Clubes Juvenis são espaços destinados à prática do Protagonismo Juvenil, principalmente quanto à autonomia e à capacidade de organização e gestão. São criados a partir do interesse dos estudantes, havendo, porém, a ressalva de que eles devam sempre atender a exigências de relevância para a formação escolar. Para que um Clube Juvenil possa ser formado é preciso que os alunos interessados proponham uma forma de organização para o clube e metas a serem atingidas.

       Já as Disciplinas Eletivas são um dos componentes da Parte Diversificada, e devem promover o enriquecimento, a ampliação e a diversificação de conteúdos, temas ou áreas do Núcleo Comum. Considera a interdisciplinaridade enquanto eixo metodológico para buscar a relação entre os temas explorados, respeitando as especificidades das distintas áreas de conhecimento.